jusbrasil.com.br
18 de Dezembro de 2017
    Adicione tópicos

    MPF divulga Ata de Audiência Pública que tratou de passivos sociais decorrentes da UHE Cana Brava

    Audiência ocorreu no último dia 12 de setembro, em Minaçu (GO)

    Ministério Público Federal
    há 2 meses

    O Ministério Público Federal em Goiás (MPF) divulgou, nesta quarta-feira (11), a Ata da Audiência Pública que tratou de passivos sociais decorrentes da implementação da Usina Hidrelétrica (UHE) de Cana Brava. O evento ocorreu no último dia 12 de setembro, em Minaçu, município a 505 quilômetros da capital Goiânia.

    O objetivo da audiência foi conhecer e debater a situação das populações impactadas pelo empreendimento. A Procuradoria da República em Anápolis investiga, por meio de Inquérito Civil (IC), a existência de passivos socioambientais não compensados pelo empreendimento, com danos que se estendem à comunidade indígena Avá-Canoeiro, a quilombolas e a ribeirinhos.

    Estiveram presentes o procurador da República Wilson Rocha Fernandes Assis, que presidiu a audiência; o prefeito de Minaçu, Agenor Barbosa; o representante da Câmara Municipal de Vereadores de Minaçu, Vereador Valmir da AGM; a representante do IBAMA, Luciana Teixeira; o representante do Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB), Agenor Costa; representantes de comunidades indígenas e quilombolas, além da população diretamente interessada.

    Na audiência, o procurador reforçou que a tomada de eventuais providências judiciais pelo MPF exige participação e mobilização dos interessados, de modo a sensibilizar o Poder Judiciário quanto ao pleito da
    população atingida pela UHE Cana Brava.

    O empreendimento – A UHE Cana Brava, primeira grande barragem construída integralmente por uma empresa privada, está localizada na bacia do rio Tocantins, entre os municípios de Minaçu e Cavalcante, a aproximadamente 250 quilômetros de Brasília. A obra foi construída e implantada pela Companhia Energética Meridional (CEM), subsidiária da Tractebel/Engie, multinacional de origem francesa, entrando em operação em 2002.

    Clique aqui e leia a íntegra da Ata.










    Assessoria de Comunicação
    Ministério Público Federal em Goiás
    Fones: (62) 3243-5454/3243-5266
    E-mail: prgo-ascom@mpf.mp.br
    Site: www.mpf.mp.br/go
    Twitter: http://twitter.com/mpf_go
    Facebook: /MPFederal

    0 Comentários

    Faça um comentário construtivo para esse documento.

    Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)